sábado, 31 de outubro de 2009

Novembro

Outubro já se está a despedir de nós, com algum nevoeiro, mas com temperaturas agradáveis ainda... mas um pouco fora de época. Para aqueles que gostam de seguir as datas festivas de cada mês e planeá-lo a partir daí aqui ficam alguma dicas:

1 - Dia de Todos os Santos (feriado religioso)
2 - Dia de Finados
10 - Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo desenvolvimento
Estabelecido pelo Sistema das Nações Unidas em 2001, o “Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento” representa uma oportunidade para que se reflita sobre a função que a ciência desempenha na construção de um mundo melhor e nela pretende-se reiterar o compromisso da UNESCO em:


- fortalecer a consciência pública do papel da ciência na promoção de sociedades sustentáveis e pacíficas;
- promover o intercâmbio nacional e internacional do conhecimento científico;
- renovar o compromisso nacional e internacional no uso da ciência em prol da sociedade;
- enfatizar os desafios enfrentados pela ciência e fomentar o apoio à promoção do desenvolvimento científico.

11 - Dia de S. Martinho
14 - Dia Mundial do Diabetes
15 - Dia Nacional da Língua Gestual Portuguesa
16 - Dia Internacional da Tolerância
17 - Dia do Não Fumador
18 - Dia Mundial da Pesquisa do Cancro
20 - Dia dos Direitos Internacionais da Criança
21 - Dia Mundial em memória das vítimas da Estrada
24 - Dia Mundial da Ciência / Dia Internacional da Cultura Científica
25 - Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as mulheres

High Scope

Sabias que...

A abordagem High/Scope foi inicialmente criada para servir as crianças “em risco” de bairros pobres?

Este projecto foi iniciado por David P. Weinkart, em Ypsilanti, Michigan. Foi pensado para dar resposta ao insucesso persistente de alunos do ensino secundário provenientes de um bairro pobre em Ypsilanti.

No entanto com o passar dos anos concluiu-se que o insucesso escolar destes jovens no ensino secundário se relacionava directamente com a inadequada preparação escolar que eles haviam tido ao longo do ensino primário.

Desta forma começou a pensar-se que o mais adequado seria aplicar o projecto High/Scope Perry Preschool Project (como foi inicialmente conhecido) desde logo a partir dos 3, 4 anos.

Hoje em dia, este Projecto corre mundo e já é usado também em Creche, com crianças bem mais pequenas, com algumas adequações.

Convido-vos a conhecer este modelo um pouco melhor através de dois livros:

- Educar a Criança de Mary Hohmann e David Weikart
- Aprendizagem Activa

(ambos da Fundação Calouste Gulbenkian, podendo ser encontrados lá ou em qualquer livraria Fnac, Bertrand ou outras, penso eu).

Elsa Filipe

High Scope

Já aqui falamos sobre a Introdução de um Modelo Curricular numa sala. Agora vamos conhecer alguns modelos que podemos seguir. Eu, pessoalmente, sou adepta do High Scope. Identifico-me com o tipo de abordagem que este modelo faz do desenvolvimento das crianças e do seu papel na construção da sua identidade.


É um modelo que vai ao encontro da criança e das suas necessidades, moldando-se a ela ao longo do seu desenvolvimento.


“Não há acção educativa que possa ser mais adequada do que aquela que tenha a observação da criança como base para a planificação educativa. É que isso permite ao adulto programar e agir com base na tensão criativa entre uma perspectiva curricular teoricamente sustentada e um conhecimento real dos interesses, necessidades, competência e possibilidades da criança.”
(Oliveira-Formosinho, J., 2007, pg.59).



O Currículo High-Scope situa-se também no quadro de uma perspectiva desenvolvimentista para a educação de infância, iniciada na década de sessenta por David WeiKart, psicólogo americano e presidente da Fundação de Investigação Educacional High-Scope, em Ypsilanti, Michigam, Estados Unidos.

O Currículo High-Scope é um modelo construtivista e interaccionista, uma vez que considera o desenvolvimento e o conhecimento se vão construindo pelo sujeito a partir das suas interacções com o mundo que o rodeia, ou seja com os objectos e as pessoas.

“O conhecimento não emerge dos objectos ou da criança, mas das interacções que se estabelecem entre a criança e esses objectos”
(Piaget, 1969)


Piaget apresenta a criança pequena como um ser que vai construindo o seu desenvolvimento cognitivo nas acções sobre as coisas, as situações e os acontecimentos. Estas situações educacionais devem acontecer em “campos de acção”, onde possam transformar as explorações em aprendizagens significativas. Num primeiro momento, a criança manipula, explora e descobre os objectos de seu interesse num espaço em que os aprendizes activos (crianças) façam aprendizagens activas.

A aprendizagem activa é definida como a aprendizagem em que a criança, através da sua acção sobre os objectos e da sua interacção com as pessoas, chega à compreensão do mundo. O conceito de aprendizagem activa é o coração conceptual do modelo High-Scope que se apoia em quatro pilares críticos: a acção directa sobre os objectos, a reflexão sobre as acções, a motivação intrínseca e o espírito de experimentação.

Então, a criação do espaço de aprendizagem (sala de actividades) é a primeira etapa de implementação do Currículo High-Scope.

A base deste modelo, consiste essencialmente em:

- preparar o espaço e os materiais;
- criar um ambiente de aprendizagem interactiva para cada criança e para as suas relações em grupo e com os seus pares, criando situações de socialização;
- garantir igualdade de oportunidades;
- responder aos interesses e necessidades educacionais da criança;
- proporcionar oportunidades de escolha e de liderança; e ainda...
- criar oportunidades de expressão individual e de descoberta actIva; entre outros.


O modelo High-Scope, nas suas linhas orientadoras, apoia o educador, na sua primeira forma de fazer currículo, criando o espaço de aprendizagem – um espaço convidativo e dividido em áreas de interesse, áreas com visibilidade e de fácil movimentação entre elas; áreas com variedade de materiais e que apoiam a variedade de jogos; materiais que reflictam o nível de desenvolvimento, interesse e cultura das crianças; materiais que permitam à criança manipular, explorar, descobrir, classificar e usar.


 “As crianças activas precisam de espaços organizados e equipados com materiais que promovam a aprendizagem activa”
(HOHMAN, 1995)


A aprendizagem activa embora tenha o apoio do adulto, é da iniciativa da criança.
É ela que descobre, actua, manipula e experimenta e quanto mais o faz, mais aprende e se desenvolve.
Para que as experiências das crianças sejam variadas, os materiais e objectos à sua volta também o deverão ser. A criança deverá sentir-se desafiada a tocar, a mexer, a cheirar, a saborear, a fazer soar... em segurança (tanto física, como emocional).


O educador tem a função de estruturar um espaço sala com áreas definidas, geradoras de oportunidades de aprendizagem natural, com uma organização do espaço e variedade de materiais que favoreçam, também, o relacionamento com as crianças, auxiliares e pais. O espaço é, segundo o Currículo High-Scope, um meio fundamental de aprendizagem que deve exigir do educador grande investigação e investimento, no seu arranjo e equipamento.

O educador deverá ser observador, atento e criativo, propondo e lançando desafios, de forma a rentabilizar ao máximo toda a organização da sua sala de actividades. 


Esta organização do espaço-sala recheado de materiais adequados ao desenvolvimento e à cultura da criança, valoriza a experimentação, a reflexão, a cooperação e a autonomia, promovendo, assim, o desenvolvimento sócio-moral, a partir da base experimental da criança, onde as interacções sociais se desenrolam no mundo físico dos objectos.


“Que os pais e educadores profissionais percebam que, o saber observar, falar e actuar pelo jogo e pelo trabalho precede e é portanto mais importante que o ler e escrever. Sem saber ver e descrever, não se pode aprender a ler”.
(João dos Santos)




Referências bibliográficas:
  • FORMOSINHO, J. (Org.), Spodeck, B., Brown, P., Lino, D. & Niza, S. (2007). Modelos Curriculares para a Educação de Infância. (3.ª Ed.). Porto: Porto Editora
  • FORMOSINHO, Júlia (Organização), KATZ, Lilian, MICCLELLAN, Dian, LINO, Dalila – Educação Pré-Escolar, A Construção Social da Moralidade, Texto Editora. Lisboa. 1996. 1ª EdiçãoSANTOS, João. Ensaios sobre Educação II. O Falar das Letras. Livros Horizonte. 1983
  • PEARSON, Jenny e LAMBERT, Jack, Adventure playgrounds



Elsa Filipe

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Sopa para preparar no Halloween

Sopa de abóbora

Ingredientes


500g de abóbora descascada e cortada em cubos
1 litro de água
1 caldo de galinha
1 cebola pequena picada
150g de bacon cordado em cubos
1 porção de salsa
Sal e pimenta branca a gosto
1 pacote de natas

Preparação: 

Cozinhar a abóbora com a água, o caldo de galinha e uma pitada de sal. Deixar arrefecer um pouco e depois triturar tudo.

Enquanto isso, dourar o bacon numa frigideira, acrescentar a cebola e refogar. Deitar o creme de abóbora já preparado, mexendo sempre.

Acrescentar as natas levemente batidas, mexer até incorporar e retificar o tempero. Colocar a salsa e servir!

Dia das Bruxas

Está a aproximar-se o Dia das Bruxas e, se bem me lembro, por estas alturas por todo o país os pais andam atarefadíssimos a enfeitar colheres de pau para as transformarem em bruxinhas simpáticas e as educadoras já deitam cartolina e abóboras pelos olhos! Mas a data pede mesmo que se festeje.
Mais criativas ou não, são inúmeras as actividades que se fazem na semana que antecede o grande dia, se bem que cá não se festeje muito esta data, pelo menos não tanto como nos Estados Unidos.

Religiosamente, o dia a festejar é o 1º de Novembro, mas a verdade é que a festa pagã tem mais adeptos. Pelo país fora, repetem-se bailes de máscaras, festas e jantares comemorativos. Dia de Sorte ou de Azar, cada um o festeja como melhor lhe aprouver... que isto das bruxas não existem... mas que as há "háseas"...


Elsa Filipe

sábado, 24 de outubro de 2009

Dia das Nações Unidas

Hoje festeja-se o dia das Nações Unidas. Aqui ficam algumas notas históricas:


  • A Organização das Nações Unidas (ONU) foi fundada oficialmente a 24 de Outubro de 1945 em São Francisco, Califórnia por 51 países, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. A primeira Assembleia Geral celebrou-se a 10 de Janeiro de 1946 (em Westminster Central Hall, localizada em Londres). A sua sede actual é na cidade de Nova Iorque.

  • A precursora das Nações Unidas foi a Sociedade de Nações (também conhecida como “Liga das Nações”), organização concebida em circunstâncias similares durante a Primeira Guerra Mundial e estabelecida em 1919, em conformidade com o Tratado de Versalhes, “para promover a cooperação internacional e conseguir a paz e a segurança”.

  • Em 2006 a ONU tem representação de 192 Estados-Membros – cada um dos países soberanos internacionalmente reconhecidos, excepto o Vaticano, que tem qualidade de observador, e países sem reconhecimento pleno (como Taiwan, que é território reclamado pela China, mas de reconhecimento soberano por outros países).

  • Um dos feitos mais destacáveis da ONU é a proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948.


Alguns dos objectivos da ONU (art. 1º da Carta das Nações Unidas):


· Manter a paz e a segurança internacionais;


· Desenvolver relações de amizade entre os Estados;


· Realizar a cooperação com vista à resolução de problemas internacionais de carácter económico, social, cultural ou humanitário e com vista à promoção do respeito pelos direitos do homem e pelas liberdades fundamentais, sem distinção de raça, sexo, língua ou religião.


· Constituir um centro destinado a harmonizar a acção dos Estados para a prossecução destes objectivos comuns.






Alguns dos Princípios que regem a ONU (art. 2º da Carta):


· Princípio da igualdade soberana dos Estados.


· Princípio da solução pacífica de conflitos entre os Estados.


· Princípio da renúncia, pelos Estados membros, ao recurso à ameaça ou ao uso da força.



Factos relativos a Portugal nas Nações Unidas:


 - Portugal foi admitido na ONU em 14 de Dezembro de 1955


 - Portugal foi eleito membro do Conselho de Segurança para o período de 1979-80.


 - Portugal foi eleito membro do Conselho Económico e Social para o período de 1994-96.


 - Em 1995 foi eleito Presidente da Assembleia Geral o português Freitas do Amaral


 - Em 21 de Outubro de 1996, Portugal foi eleito membro do Conselho de Segurança, para o período de 1 de Janeiro de 1997 a 31 de Dezembro de 1998.


Algumas das Principais Convenções da ONU de que Portugal é parte:


 - Carta das Nações Unidas

 - Convenção Para a Supressão do Tráfico de Pessoas e da Exploração da Prostituição de Outrem

 - Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados

 - Convenção Sobre a Cobrança de Alimentos no Estrangeiro

 - Convenção Única Sobre Estupefacientes

 - Convenção de Viena Sobre Relações Diplomáticas

 - Convenção Sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial

 - Pacto Internacional Sobre os Direitos Civis e Políticos

 - Pacto Internacional Sobre os Direitos Económicos, Sociais e Culturais
 - Convenção sobre as Substâncias Psicotrópicas
  - Convenção Sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Relativas às Mulheres

 - Convenção Contra a Tortura e Outras Penas ou Tratamentos Cruéis, Desumanos ou Degradantes

 - Convenção das Nações Unidas Contra o Tráfico Ilícito de Estupefacientes e Substâncias Psicotrópicas

 - Convenção Sobre os Direitos da Criança


As Nações Unidas não utilizam só um, mas antes seis idiomas:

Árabe, Chinês, Espanhol, Francês, Inglês e Russo

Estas são chamadas línguas oficiais. Por vezes, um delegado pode querer fazer uma declaração num idioma que não é oficial . Nesses casos, é a delegação em questão que tem de fornecer um intérprete ou o texto escrito da declaração, numa das línguas oficiais.





sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Mas também há a irresponsabilidade...





http://www.istosovideo.com/v/3015/inacreditvel...!!!.html

Prestem atenção à Criança que vai pela mão da mãe. Será que ela não pensou que aquela poderia ser uma situação perigosa?

A prevenção é o melhor remédio!

Desde pequeninos que os seus filhos tem de aprender noções de transito e de como portar-se nas ruas para evitar acidentes e atropelamentos. Para isso é essencial que você converse muito com ele sobre este tema, e acima de tudo comece por dar bons exemplos você mesmo!




Deixo-vos aqui algumas dicas de prevenção de atropelamento:

- Respeite os sinais de transito e antes de atravessar as ruas, olhe para ambos os lados, tendo certeza de que é o momento seguro para atravessar.
- Não permita que uma criança com menos de 10 anos atravesse as ruas sozinha, ou não permita até que você tenha certeza de que ela tem capacidade própria de avaliação de segurança. Isso você poderá analisar durante passeios as ruas, observe o comportamento dela e veja se ela é capaz de raciocinar e calcular o tempo necessário para atravessar e a sinalização de trânsito.

- Não deixe os seus filhos brincarem nas ruas, em locais movimentados, passeios, estacionamentos de carros, nem em entradas de garagens.

- Se o seu filho vai a pé para a escola, acompanhe-o até que você tenha certeza de que ele é capaz de ir sozinho, e durante o trajecto estude com ele os pontos críticos, ruas movimentadas, semáforos, sinalização de transito, etc.

- Ensine o seu filho a atravessar somente na passadeira, mesmo assim com o maior cuidado, pois nada garante que de facto o condutor do veiculo vá parar.

- Em estradas ou vias sem passeio, caminhar de frente para o transito (no sentido contrário aos veículos) para as crianças verem e serem vistas.

- Observar os carros que estão a virar ou a fazer marcha atrás.

- Sempre que estiver com mais crianças, é preciso caminhar em fila única.

- Nunca correr para a rua sem antes parar e olhar – seja para pegar uma bola, o cachorro ou por qualquer outra razão. Correr precipitadamente para a rua é a causa da maioria dos atropelamentos fatais com crianças.


Itens importantes:

As crianças têm dificuldade em julgar a que velocidade os carros estão se movendo, a qual distância eles estão e de que direção os sons do trânsito estão vindo.
As crianças têm problemas para reconhecer e reagir ao perigo.
Muitas vezes as crianças têm opiniões erradas sobre os carros, pensando que se elas podem ver o motorista, ele também pode vê-las e portanto parar a tempo.


Alguns sites Relevantes:


Sinais de Transito para pequeninos: http://www.junior.te.pt/servlets/Rua?P=Fazer&ID=96
Sinais de Transito Animados: http://www.megghy.com/gif_segnaletica.htm
Todos os sinais de Transito – Estradas de Portugal

Convido também a perderem um pouco de tempo neste site:

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Implementar um modelo curricular

Existem diversos modelos curriculares que podem ser usados na Educação de Infância, os quais devem ser adaptados tanto ao Grupo como às expectativas da Equipa Educativa. A escolha do modelo educativo prevê o pré reconhecimento das características de cada modelo e da forma como se pode implementar o mesmo. Um modelo escolhido como principal, pode ser conjugado com outros modelos de uma forma positiva.

A equipa educativa da sala deve estar envolvida no processo de implementação de um determinado modelo na sala. O ideal seria fazer reuniões prévias que alinhavem os objectivos que a equipa, em conjunto, quer para a sala e para o grupo de crianças. Algumas equipas podem ter dificuldade em resolver este aspecto: muitas vezes existe um espaço de desconforto entre a educadora que chegue nova à sala e as auxiliares que já estão naquele espaço à mais tempo, fechando-se estas no seu próprio ambiente de conforto (fazendo o que estão habituadas) e não dando espaço ao crescimento da Educadora que agora chegou.

A solução para este problema deve partir da Educadora, que deve proporcionar espaços de partilha de ideias, pedir opiniões e sempre, conversar sobre o que pensa fazer. explicando o que pretende fazer e de que forma específica as auxiliares da sala podem contribuir. A opinião de todos é muito importante e a partilha de saberes é essencial.

A equipa deve ter em consideração também o grupo de crianças, reflectindo acerca destes e outros aspectos:
- Faixa etária?
- Quantas crianças se conhecem e como é a relação entre elas?
- Como é a relação Escola-Família e como é que a Família de cada criança está habituada a participar nas actividades da Escola?

Elsa Filipe

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Para todos os Educadores que nos visitam!


Olá!
Visitei o blog Educando com o Coração e descobri que se festejou o dia do Professor.
Claro que ainda não há um dia do Educador, mas eu adoptei este dia para festejarmos a felicidade de Educar, a maravilha de receber um abracinho dos nossos meninos e desejar a todas as Educadoras um óptimo ano 2009/2010, com muitas alegrias, saúde e ideias novas!

Assim, dedico este selo a todas as educadoras de Infância, mesmo as que não estão ainda no activo e desejo a todas muitas felicidades!

Actividade para o Dia Mundial da Alimentação



Em primeiro lugar convido os meus visitantes a ler os artigos que inseri sobre o Dia Mundial da Alimentação e, também a darem um saltinho ao blog seguinte:






Aí têm um artigo sobre alimentação onde se levantam também algumas questões.


Primeiro, é preciso pensar nisto:

- que hábitos estão correctos na nossa alimentação?


- que hábitos temos de mudar JÁ!


- o que é SAUDÁVEL???




Depois, devemos reflectir qual a melhor forma de construir a nossa própria Roda dos Alimentos, porque cada um de nós tem as suas preferências e não é por dizerem que é bom que nos vamos obrigar a comer este ou aquele alimento.


Com as crianças passa-se o mesmo. Temos de as ensinar a comer, mas principalmente levá-las a provar sem medos e a dar-lhes prazer com a comida.


Para o dia de hoje proponho aos papás em casa, que façam sopa e deixem os vossos filhos participar na sua confecção. Deixem-nos provar os alimentos crus, para sentirem as texturas e as diferenças de sabores.


Dia Mundial da Alimentação



A má notícia é que um terço das crianças com idades entre os seis e os dez
anos apresentam excesso de peso ou mesmo obesidade.
O estudo da Direcção Geral de Saúde, elaborado através da Plataforma Contra a Obesidade, e conhecido
esta sexta-feira, Dia Mundial da Alimentação, analisou 3487 crianças do primeiro
ciclo do ensino básico, de 185 escolas, tendo concluído que 32 por cento
apresentavam excesso de peso: 18,1 por cento estavam em pré-obesidade e 13,9 por cento podiam mesmo ser consideradas obesas.


Os resultados não surpreendem a
presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas (APN), Alexandra Bento,
para quem o último estudo, ao apresentar uma amostra representativa nacional,
apenas vem confirmar o que outros trabalhos já indicavam.
As causas são para
esta nutricionista, ouvida pelo tvi24.pt, muito evidentes: «As crianças comem
mais e mexem-se menos».
E se as famílias estão mais atentas, «nem sempre
isso significa que entram em acção» para combater o problema, assegura a
presidente da APN, para quem, apesar de tudo, a boa notícia é que «o processo de
mudança já está em curso».
O exemplo partiu do Estado, através, designadamente, do «referencial para uma oferta alimentar saudável» e que, não
sendo vinculativo, sempre vai indicando o que valorizar ou excluir dos menus
escolares.
«Incluir uma peça de fruta nos menus, em detrimento dos bolos» é
apenas um exemplo das sugestões.
Alexandra Bento admite que faria sentido
criar também um manual de boas práticas para as famílias, mas há exemplos muito simples que podem ser deixados.


Ao enviarem o lanche às crianças: «optem por
um sumo de fruta, pão com queijo ou compota; noutro dia iogurte ou bolachas
Maria». O pequeno almoço deve incluir sempre leite, preferencialmente
simples, pão e fruta. Todos os almoços e jantares têm obrigatoriamente de
começar com uma sopa de legumes, seguindo-se a carne ou o peixe e farináceos,
«tudo em pequena quantidade, já que a sopa já serviu para reconfortar».


in.:http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/obesidade-criancas-saude-obesidade-infantil-alimentacao-tvi24/1096159-4071.html


Mais uma notícia para reflectirmos...

Fome no Mundo

Fome afecta mais de 1 000 000 000 de pessoas no mundo

A fome afecta mais de 1 000 milhões de seres humanos no mundo, enquanto
a subnutrição é a sorte de uma em cada seis pessoas, segundo números que são
recordados esta sexta-feira, Dia Mundial da Alimentação.
De acordo com dados da FAO, agência da ONU para a Agricultura e a Alimentação, só em 2009 o número de seres humanos afectados pela mal-nutrição e a fome cresceu em 105 milhões de pessoas, para um universo que agora deverá rondar 1 020 milhões de indivíduos.


A segurança alimentar mundial, o número de crianças que todos os dias morrem
à fome, o impacto de crise nas regiões pobres do mundo, a agricultura e os
preços dos cereais e outras culturas, são alguns dos temas recuperados na
efeméride que envergonha a condição humana.

in.: http://diariodigital.sapo.pt/dinheiro_digital/news.asp?section_id=20&id_news=125252
Preocupante. Muito preocupante.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

A Rotina na Creche

Ao entrar pela primeira vez na sua nova salinha, no seu novo espaço, a criança chega com uma grande mala carregada de experiências, hábitos, gestos, mimos, estímulos...
Esta é a sua "bagagem" para esta viagem que vai iniciar.

A sua Rotina tem qualidades próprias:

- Está habituada a adormecer com a sua chucha, na sua caminha, com silêncio, no seu quarto obscurecido;
- Está habituada a comer com a sua colher amarela e não quer outra! Nem que venha pintada de ouro e a saber a mel!
- Só bebe leite pelo biberon e nem pensar em usar o copo se não for para encher e esvaziar com água e fazer traquinices enquanto a mãe tenta enfiar mais uma colher de sopa na sua boca...

Mas estes são apenas alguns gestos.

A criança, na Creche integra-se na Rotina da mesma, junto com os seus pares. Em harmonia, mas não em sincronismo. Cada um destes bebés que entram pela porta da sala, são únicos e é essa característica que os torna a cada um tão especial.

Então deixo-vos aqui algo em que reflectir:

- Faz sentido estruturar a Rotina da Creche? Como? Porquê? Para quê?
- Estratégias de adaptação dos bebés numa sala de Creche. Como fizeram na vossa?


Seguem o desafio?

Para retribuir!

Ganhei este selinho do Blog "Arte na Creche", esté um espectáculo e convido todos a visitá-lo!

As regras são as seguintes:


1- FAZER REFERÊNCIA AO SELO E PUBLICÁ-LO;
2- DIVULGAR AS REGRAS;
3- COMPARTILHAR 5 COISAS QUE VOCÊ MAIS GOSTA DE FAZER;
4-INDICAR 10 BLOGS PARA ENVIAR O SELO;
5-INFORMAR CADA UM DOS BLOGS.

Coisas que mais gosto:

- As pessoas que me amam e que me são especiais! Elas sabem quem são!
- Ler, livros, devorar romances...
- Bombeiros, socorrismo... o meu trabalho;
- Figos, morangos, melão....
- Carnaval, sambar...
- Dançar!

Também vou ofereçer este selinho a todos os que me vierem visitar e que ainda não conheço, mas não esqueça de deixar recadinho!
Só assim conhecerei e retribuirei a visita!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Mais um mimo!




Este selo peguei no blog:

http://lizzys.zip.net/

É um espaço muito giro!

Especialmente para as Crianças



Este selo eu destaquei do blog "Educação com Arte"
Está muito bonito! Visitem também!


Outubro


Datas a celebrar em Outubro:

1- Dia Mundial da Música e Dia Internacional das Pessoas Idosas:

Se meu andar é hesitante
e minhas mãos trêmulas,
ampare-me.
Se minha audição não é boa,
e tenho de me esforçar para ouvir o que você
está dizendo, procure entender-me.
Se minha visão é imperfeita
e o meu entendimento escasso,
ajude-me com paciência.
Se minha mão treme e derrubo comida
na mesa ou no chão, por favor, não se irrite,
tentei fazer o que pude.
Se você me encontrar na rua,
não faça de conta que não me viu.Pare para conversar comigo.
Sinto-me só.
Se você, na sua sensibilidade, me ver triste e só,
simplesmente partilhe comigo um sorriso e seja solidário.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma história numsó dia,
não me repreenda, simplesmente ouça-me.
Se me comporto como criança,
cerque-me de carinho.
Se estou doente e sendo um peso, não me abandone.
Se estou com medo da morte e tento negá-la,
por favor, ajude-me na preparação para o adeus.


(Autor Desconhecido)
4- Dia Mundial do Animal

5- Dia Mundial do Habitat, Dia da Implementação da República e Dia Mundial dos Professores

7- Dia Nacional dos Castelos

8- Dia Internacional para a redução das catástrofes naturais

9- Dia Mundial dos Correios

10- Dia Mundial da Saúde mental

16- Dia Mundial da Alimentação

17- Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

24- Dia das Nações Unidas e Dia Mundial da Informação sobre o Desenvolvimento

29- Dia Nacional da 3ª Idade

31- Dia Mundial da Poupança

domingo, 11 de outubro de 2009

Quem se lembra?

Um miminho

Outono

Olá.
O outono já chegou embora o tempo seja ainda de Verão. Por acaso até estou de férias e por isso tenho um pouco mais de tempo para este blogue.

O que vos lembra o Outono?
A mim faz-me lembrar o cheiro dos livros novos no regresso a escola, abrir o livro de leitura a devorar os primeiros textos na procura de coisas novas.
Era tão bom retomar a rotina, rever os amigos, o cheiro a terra molhada, as primeiras chuvas...
Agora nem isso as nossas crinaças têm. Como introduzir no currículo o início do Outono, o vento a chuva?
Está um calor de verão, as noites quentes convidam a sair e não a ir cedo para a cama.

E a vocês que lembra o Outono?


recados para blogs e sites

RecadosOnline - Clique e confira novidades de Volta às Aulas!