quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Notícias.

As novidades são boas. A nossa pequena vitoriosa, nasceu com mais do que era esperado, 700g - uma pequena ratinha - e com um índice de apgar de 9 o que surpreendeu tudo e todos. Estamos a rezar para que tudo corra bem, com esta nosssa bebé e com a mamã. Força amiga!!!
Cada dia é uma vitória.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um pequeno coração...

...apertadinho. Sem sabermos de quase nada ainda, apenas que a Ana Carolina nasceu de cesariana, com pouco mais de 600 gramas e 26 semanas de gestação. Está na incubadora.
A mãe, a nossa grande mulher, lutadora, está bem. Pelo menos, é isto, o pouco muito pouco que sabemos. Do resto, do que pode vir, do que o futuro trará, não vamos falar agora. Já se falou tanto hoje que estamos cansados. Especulamos, mentalizamo-nos... depois somos surpreendidos. Parabéns mamã Catarina e parabéns bebé Ana.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

De volta...

...ao trabalho. Se estou preparada? Nem por isso, devia existir um período de adaptação ao trabalho a seguir às férias, não acham? Não me apetece muito, mas sim, já foi bom para carregar as baterias. Acho que é mais por estar preocupada com o piratinha, que continua com as suas birras para comer. Birra daquelas de me tirar do sério, de ficar sem saber o que lhe fazer mais. Só lhe consigo dar biberão e mesmo assim não é todo. Está cada vez mais magricela...
Estou mais preocupada porque ele, até agora, comia bem, parecia gostar de tudo e, assim sem mais nem menos, de um momento para o outro, deixou de querer comer. Ontem andou horas com uma bolacha na mão, mordia e depois deixava na boca até escorrer baba castanha da bolacha para o babete. Que me dizem disto?
Será que é dos dentes? Até agora o nascimento dos dentes nunca lhe provocou crises destas, mas poderá ser. Ou alguma dor de garganta... ou o simples fato de ter vomitado no fim-de-semana passado e de associar isso ao ato de comer. Alguma coisa está a fazer com que ele veja a hora da refeição como um bicho-papão. E nos faz ficar a todos aqui em casa em estado de guerra!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Para aproveitar o sol...

... de fim-de-semana, ontem de manhã fomos passear ao parque D. Maria aqui perto de casa. O piratinha fartou-se de brincar, já se orienta bem a subir para o escorrega e a descer sozinho, sem ajuda. E como ele gosta de ser independente e aventureiro! Quando olhei, já estava a trepar para umas traves e a querer subir por ali acima sozinho. À tarde fomos à Ludoteca: fez uma fita porque queria ir lá para dentro, onde está o escorrega, mas as senhoras tinham estado a lavar aquilo e teve de esperar. Paciência é coisa que este filhote não parece ter... lá as senhoras abriram as janelas para aquilo secar mais depressa e lá foi ele brincar, todo feliz da vida dele.
Hoje repetimos a dose de parque da parte da manhã. Estava um sol maravilhoso e lá fomos com o piratinha brincar no parque. Levamos uma bola e tudo, mas ele gosta é das bolas dos outros (e os outros meninos da bola dele) e lá vai ele travar amizades por mais um chuto numa bola do faisca! Hoje estivemos com uma menina chamada Flor, mais novinha que ele, mas que brincou a par com o meu filho como se diferença não houvesse. E ele, que é todo valentão, vinha sentar-se no colo do pai quando ela lhe tirava a bola. É engraçado ver as suas descobertas, a socialização que nasce destes pequenos momentos, dos sorrisos, das palavras que escondem frases feitas na sua linguagem de bebé pequeno, dos conflitos, dos puxões, das quedas, do levantar a seguir sem se queixar, só para não perder a vez na próxima descida do escorrega, o tentar escalar sozinho na parte dos meninos grandes, sabendo que se pode largar quando quer pois tem uma mão de confiança a segurá-lo e a não o deixar cair.
É tão bom crescer!
(e estragava o post se comentasse como vamos com a comida, com as birras horrorosas de cada vez que é hora de comer, de que comprei flocos de aveia para ver se resolvo o problema da obstipação, que também comprei leite de magnésio e que anda aflito das dentolas que estão todas a romper ao mesmo tempo...) Ficamos assim, por hoje...

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Hora da comida...estado de guerra!

Andamos em conflito armado cá em casa na hora da comida. Comida pelo ar, vómitos, mãos na colher para a afastar da boca, gritaria... e depois põe aquele ar de menino infeliz, triste com a vida quando ralho com ele. Basta dizer "ai" e agora põe aquele ar de infelicidade que só me dá vontade de rir e de o ir abraçar. Mas tenho de sair do pé dele, evitar a vontade de o encher de mimos e de dizer "pronto, não vanmos comer a sopa" e tirá-lo da cadeira. E volto, ele já acalmou, a birra parece ter passado. Só até à próxima tentativa de lhe enfiar comida na boca...
Estado de guerra, com cada frente a tentar estratégias para fazer o bebé comer. Desde aviõesinhos, promessas de tudo e mais alguma coisa, cantigas, cantilenas e lengalengas, histórias com o cão, o gato, o passarinho...
Hoje a solução passou por pôr a sopa nos boiões de vidro onde costuma vir a fruta. Primeiro não estava a resultar, mas com muita paciência e ao fim de quase uma hora lá marcharam dois boiões de sopa, mascarada de fruta. Depois a fruta, maçã cozida em casa, por mim ainda à pouco, não marchava... mesmo no dito boião. E a solução passou por deixá-lo a ele, uma taça com fruta e uma colher e nem olhar para não ver onde chega fruta. Ele comeu satisfeito. E nem está muito sujo pois não?

Pelo menos hoje comeu e não vomitou. Batalha ganha? Talvez, amanhã voltaremos a falar...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Terça-feira de Carnaval.

Na terça-feira, foi assim...

Sempre animado e bem disposto, com direito a muitas fotos e a filmagem da reportagem da SIC e tudo! Mãe babada claro está!

Na segunda, um palhacito!

Sesimbra vibrou na segunda-feira com mais um desfile dos palhaços. Centenas de palhaços pelas ruas de Sesimbra, com um sol maravilhoso. É das festas mais alegres e belas que eu conheço, que só quem vive, bem lá no meio da folia, é que entende... E o meu filho, começou de bem pequeno a vibrar com esta festa. Não teve medo dos palhaços, sorria abertamente a toda a gente e queria era ir dançar lá para o meio.

E foi assim que brincámos ao Carnaval!



No Domingo foi assim!

No Domingo, fomos almoçar a casa da minha avó a Sesimbra - que saudades! - e depois chegou a hora do desfile. O Martim estava tão entusiasmado que nem dormiu a sesta...
E no desfile foi assim:


No sábado foi assim!

Desfilámos na Batuque do Conde, com o meu lobisomem a acompanhar a bateria, muito compenetrado!


Com 17 meses, estreia-se nestas andanças do Carnaval. Andava todo contente, parecia um homenzinho.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

O meu palhacito!

Mascarei o Martim de palhacito, pintei-lhe a cara e lá fomos nós, pais, acompanhar o menino, a ama e os amiguinhos. Fomos ver o desfile das escolas de Paio Pires e Casal do Marco. Aqui dividem as escolas em grupos e cada grupo desfila na sua freguesia, por isso é um desfile curtinho, com poucos meninos. O Martim estava feliz, feliz mesmo! É uma alegria ver o seu sorriso de felicidade pura!


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Felicidade é...

... o Martim vir para o meu colo, fazer-me festas na cara, aconchegar-se a mim e adormecer! Dois minutos foi o que bastou. Está a dormir na caminha dele, quentinho.

E o dia hoje terminou em grande: fui buscá-lo à ama e lá estava ele ao colo a beber o seu leitinho pelo biberão. Assim que me viu veio logo para o meu colinho, dar-me miminhos, à sua maneira doce. Depois chegaram a mãe da B. e do M. e a mãe da M. e da L. e convidaram-nos para irmos a casa da avó delas. Fomos - há que aproveitar as férias da mamã para o Martim aproveitar o máximo de rua, sol e brincadeira ao ar livre - e o melhor foi que ele teve a oportunidade de ver as galinhas, os cães enormes que lá estavam e de fazer festas a uma vaca preta enoooorme! E de andar a cavalo! Em pêlo! Lindo e tão valente. Não teve medo nenhum!
Uma tarde para recordar!

Férias.

Hoje entrei de férias. Umas mini-férias de carnaval que vão valer para descansar um pouco, passar mais tempo com o meu filho e atualizar os meus blogues. Ainda vamos participar no Carnaval de Sesimbra. Se tudo correr bem, estarei com o meu piratinha nos desfiles de Sábado (Quinta do Conde), Domingo e terça-feira (Sesimbra, grande desfile que regressa à Avenida - quem é de Sesimbra sabe o valor que isso tem). Esperamos participar também no desfile dos Palhaços em Sesimbra, segunda-feira - já tenho o fato para o Martim!

Já fui à biblioteca buscar um livro de José Rodrigues dos Santos que quero ler: "A Fúria Divina".
Já publiquei algumas coisas no meu outro blogue http://www.mardopiata.blogspot.com/. Espero a vossa visita e comentários.

Agora vou buscar o meu bebé à ama para irmos dar um passeio os dois juntos.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Feliz dia meus amores!

Hoje comemora-se o dia de S. Valentim. Não dou grande importância a esta data, mas a verdade é que sabe tão bem acordar e saber que tenho junto a mim os meus dois amores e que mesmo que os problemas da vida e as nossas angústias não nos deixem ser totalmente felizes, temos em cada coração um cantinho onde guardaremos sempre os beijos, os mimos, os sorrisos.

Esta semana tenho andado super cansada. O fim-de-semana passou a correr e não tive ordem de descansar nada. As noites têm sido mal dormidas e acordo com a sensação que só me deitei à pouco tempo. Felizmente vêm aí uns dias de férias e vem o Carnaval, para ver se me animo. Mas este ano como nem vou desfilar também tenho andado um pouco alheada de tudo.

E hoje custou-me ver as notícias no Correio da Manhã daquele C***** que matou à catanada a família. Que linda menina, um anjo que vai mais cedo para o céu e que morreu de uma forma tão bárbara. Às vezes só me apetece chorar com estas coisas...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Doentinho.

A fazer antibiótico, Brufen e Actifed. Desde ontem à noite. Aproveitei a médica dele estar aqui no quartel a dar consultas e pedi para ela o ver, visto ele continuar muito paradinho (o que não é normal no Martim), ter tido febre e continuar com aquela tosse irritante.
Hoje estava bem disposto de manhã, mas continua muito ranhoso. A febre cedeu felizmente. Vim trabalhar na mesma para não estar a perder dias de trabalho, uma vez que ele está na ama e tenho plena confiança nela.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Domingo em casa

Hoje fiquei em casa com o piratinha. Estranhei ele dormir até tão tarde, não era para menos, quando acordou estava com 37.9º de febre. Pus-lhe Ben-u-ron (125 ainda) e bebeu o leitinho ao meu colo, muito sossegado. Assim que ganhou energias, saltou logo para o chão para ir brincar, mas mesmo assim andou sempre muito chochinho. Almoçou peixinho com arroz de tomate, sozinho, e um iogurte. Nem insisti para mais nada porque ele comeu tudo muito bem. Saímos de casa só pelas 15 horas para um passeio de carro, aqui à volta. Adormeceu e está até agora na minha cama a dormir. Vamos ver se a febre não volta entretanto. Saíram-lhe dois dentinhos esta semana, no Domingo passado já se viam as pontinhas a espreitar. E tem outros a querer romper, por isso penso que estas crises sejam a junção dos dentinhos e de alguma constipação que não o larga. Espero que seja só isso.

Ontem o passeio foi pelo Campera. Perdi-me por uma casaca preta e por umas sabrinas de meia estação, em camurça castanha clara. O frio é que não se suportava de maneira nenhuma! Esta manhã, o Paulo ao chegar a casa anuncia que estavam -4º na Torre da Marinha e 0º aqui à porta. Não dei por nada...

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Entremães

Hoje voltaram os encontros mensais do Entremães. Sinceramente até pensei que hoje ia ser fraquinho, porque está muito frio e já havia alguns cancelamentos de última hora por causa de tosses e narizes a pingar, mas pelo contrário o grupo até estava composto.


Esta é a foto do nosso grupinho neste encontro.
Lá estiveram os nossos rapazes - maioria do grupinho dos mais velhinhos entre os 15 e os 36 meses, nas suas brincadeiras e travessuras. É engraçado vê-los a brincar e nós mães (babadas) a comentar "Está tão crescido!" Também estiveram dois piquininos e duas mamãs grávidas. Foi para essas que a conversa se acabou por direccionar, principalmente para a L. mãe de primeira viagem. Agora que já somos mães "experientes" (estou a brincar) somos nós a dar as nossas dicas e a contar os erros que fizémos, os medos que tínhamos, como ultrapassamos alguns problemas. Mais uma vez focámos bastante no tema da amamentação e aqui fica uma dica: a amamentação começa na gravidez, antes do parto. E começa também no parto.

Vamos pensar sobre isto?
E vamos a aparecer no próximo, sem vergonhas? É livre e grátis!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Hoje começamos mal o dia...

...com o Martim a conseguir-me tirar do sério logo de manhã. Parecia-me muito bem disposto. Até que lhe fui dar o pequeno-almoço. Ora não é que este pestinha se lembra de virar a cara e cuspir tudo o que lhe tentava pôr na boca? Daqueles dias em que, mesmo para não o "atirar pela janela" (lembrei-me desta de um programa do Gouxa, das "Mães desnaturadas) me fartei de berrar lá por casa. Ele não deve ter percebido grande coisa, mas percebeu que eu estava zangada. Tanto, que hoje em vez de sair todo lampeiro de casa assim que abri a porta, veio-me pedir colo. Foi sem comer para a ama porque eu já estava maois que atrasada para vir trabalhar. Fomos de trombas até à porta da ama. Falei com ele lá já mais calma, mas só quando percebeu que eu me ia mesmo embora, me veio dizer o seu "xaxau" e agarrar-se a mim a pedir beijinhos. Ficou a chorar. Nunca fica a chorar na ama. Vim trabalhar com um aperto no peito, mais por me ter zangado com ele, mas também sei que não posso deixá-lo fazer o que quer, aliás, nem isso faz parte do meu feitio.
Logo fazemos as pazes. Amanhã levanto-me mais cedo e dou-lhe a papa antes de o vestir, pode ser que corra melhor. Não me preocupa o não comer muito de manhã, porque depois ao longo do dia vai comendo melhor, mas preocupa-me o ele ser teimoso ao ponto de medir forças comigo até ao limite. Perdemos aqueles momentos preciosos da manhã, que podiam ter sido tão bons. Cada momento perdido não volta nem é compensado por nada. Não sei se amanhã ele se lembra que me zanguei com ele ou porquÊ, mas eu vou lembrar-me todo o dia que ele ficou a chorar na ama, triste.