sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Balanço 2011 - parte 1

Este ano que agora termina merece um post especial dedicado a um balanço dos aspetos positivos e negativos, começando pelo blogue doiscontigo. Durante este ano, foram muitos os assuntos tratados, os temas discutidos e a variedade de conteúdos. Passamos de um blogue dedicado à educação em geral, para um blogue dedicado à maternidade e ao primeiro ano de vida do Martim. As minhas aventuras como mãe, as minhas dúvidas, por vezes até algum desepero, desabafos e criticas. De A a Z, muito foi falado. Esta é a minha lista. convido-vos a deixarem aqui a vossa também. O que acham do convite?

Afetos - um beijo gostoso de quem amo, os bracinhos pequeninos do meu filho em volta do meu pescoço enquanto diz mamã, o seu olhar enquanto mama e me fixa nos olhos aquele doce mar azul. O seu riso logo de manhã, aos pulos na cama e carregado de energia! Podia ainda acrescentar aqui - alguns percebem - dar a mão a uma pessoa que se leva ao hospital e apenas devolver-lhe um sorriso, sabendo que nada mais podemos fazer. Dar força a uma família, mesmo quando sabemos que a esperança se está a terminar. Receber uma coisa muito especial, com o maior valor de todos, porque é dada de coração e nos faz sentir que, apesar de tudo, tivemos significado na vida dessa pessoa. Obrigada.

Amamentação - quase a fazer os 16 meses, o Martim continua a mamar no peito, sempre que quer. passei por várias dificuldades e pensei em desistir, mas arranjei força para seguir em frente e continuar. O apoio é essencial. Foi dos temas que se calhar aqui mais foi falado no blogue.

Bebés - o meu em particular, que é o mais lindo de todos  -todas as mães dizem isto não é? - cresceu muito durante este ano. Já diz algumas palavras, é um brincalhão, está sempre bem disposto. Às vezes consegue tirar-me do sério ou fazer-me sentir uma mãe desnaturada, mas é a melhor coisa da mnha vida! E outros bebés (uns que fizeram parte deste blogue, outros apenas que fazem parte da minha vida e do Martim) - a Sofia Mariano, a Lianor, o Rodrigo, o pequenino Joel que nasceu à dias, o pequeno Gustavo, o Gabriel, a Bárbara que foi a priemira amiga do Martim, os seus novos amiguitos, Leo e Mel, e as meninas um pouco mais crescidas: Maria, Inês...

Crescimento - medir não chega para contar como ele cresceu. As coisas que é capaz de fazer, o que aprendeu. E eu também cresci - como pessoa, como mãe.

Desenvolvimento - um patamar de cada vez, seja na linguagem, na cognição, ou nas suas capacidades físicas e motricidade, vi o meu bebé no melhor da sua vida. Mas também tive a felicidade de, através das vossas palavras, ver o crescimento dos vossos filhos e sentr-me também feliz com as suas conquistas. Obrigado por me abrirem as portas de vossa casa, como mãe isso foi muito importante.

Entremães - O entremães é um grupo de mães (e pais) que se juntam uma vez por mês, para falar de assuntos relacionados com a maternidade. Levamos os bebés, dizemos parvoíces, mas sobretudo discutimos coisas sérias. Ali não há criticas negativas - há pessoas que passaram por experiências iguais à nossa e que nos sabem apoiar sem julgamentos. Somos todas mães (e pais) com os nossos defeitos, os nossos medos, as nossas alegrias, as nossas diferenças e os nossos filhos.

Família - é auilo que temos de melhor, mesmo que por vezes pareça que nem lá está. Este ano aprendi a conhecer quem é realmente importante. Quem é família, mesmo sem parentesco. As primas e tias que gahei e que ganhou também o meu filho. As pessoas com quem posso realmente contar - essas são a verdadeira família.

Sem comentários: