sexta-feira, 28 de junho de 2013

Detetar a hiperatividade infantil

Se a criança tem o sono agitado, não dorme as horas suficientes, deita-se tarde... poderá estar em risco de desenvolver ou agravar os sintomas do distúrbio do défice de atenção e hiperatividade. "A observação de horários relativamente estáveis e regulares de descanso na infância são da maior importância para o desenvolvimento equilibrado da criança."(1)

"Segundo os resultados da investigação realizada por uma equipa americana, menos horas de sono podem agravar os sintomas do distúrbio do défice de atenção e hiperatividade em idades precoces, nomeadamente, nos primeiros seis anos de vida."(1)

"Até aos três anos, as crianças deverão dormir 12 a 14 horas de sono e dos três aos seis cerca de 10 a 12 horas por noite."(1)

A hiperatividade é um problema mais habitualmente visto em crianças. Os sintomas ´são a desatenção (pessoa muito distraída) e a hiperatividade (pessoa muito ativa, por vezes agitada, bem além do comum). Tais aspectos são normalmente encontrados em pessoas sem o problema, mas para haver o diagnóstico desse transtorno a falta de atenção e a hiperatividade devem interferir significativamente na vida e no desenvolvimento normais da criança ou do adulto.

"O Transtorno por déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) tem três sintomas: hiperatividade, falta de atenção e impulsividade. Trata-se da síndrome da conduta, de origem neurobiológica, mais frequente durante a infância. Estima-se que cerca de 5% da população infanto-juvenil, de 3 a 16 anos, sofre, sendo 3 vezes mais frequente nos homens."(2)


Bibliografia:
(1) - SIMÕES, Paula Martins, "Detectar a hiperactividade infantil", Focus, nº 611;
(2) - http://www.gforum.tv/board/1735/325052/hiperatividade-infantil-tdah.html

Sem comentários: