sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Se eu pudesse...

...escolhia ter-te sempre bem disposto, sem birras, sem gritaria. E agora não tinhas adormecido zangado comigo e eu não estaria aqui triste, porque não jantaste. Mamaste, mas não foi suficiente para me ajudar a passar bem a noite, nem para me matar as saudades que tive tuas hoje, bebé.

1 comentário:

Sónia disse...

custa tanto não é?