segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Turnos

Este fim de semana esteive a trabalhar os dois dias das 8h às 20h e o pai esteve no sábado das 8h às 00h e no domingo das 16h às 00h. Acrescentando ainda uma reunião da Escola de Infantes e Cadetes, das 21h às tantas da manhã, ficámos com um problema para resolver: para onde mandar o pequeno.
E podem-me dizer que quando tive um filho, sabia que ia ser assim, mas não, nessa altura eu não trabalhava por turnos e nem tão pouco fazia noites (a semana que passou fiz três noites seguidas). Claro que é sempre uma escolha nossa, em último caso, continuar assim.
Mas sem remorsos porque ele passou um fim de semana espetacular na companhia dos meus tios e dos primos todos que contemplou além de muitos mimos e brincadeira, uma festa de anos, uma ida ao museu e uma ida ao teatro. Por isso, o que me custa afinal é que eu durante esse tempo estive a trabalhar e ele ontem chegou a casa, cansado de tanta brincadeira e passeio e rapidamente adormeceu tranquilo na caminha dele, feliz e com boas recordações e eu, roidinha de vontade de ficar ali com ele acordado e a dar-lhe os beijos e abraços todos que ficaram por dar.

Sem comentários: