quarta-feira, 15 de julho de 2009

Comissão de Protecção de Menores


CNPCJR quer poupar vítimas de maus-tratos a interrogatórios
O presidente da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco manifestou hoje
esperança de que as crianças vítimas de maus tratos sejam poupadas à repetição
de exames e declarações com uma melhor articulação dos aspectos penais.

A Procuradoria-Geral da República e a Comissão Nacional de Protecção de Crianças e
Jovens em Risco (CNPCJR) estabeleceram hoje novas formas de cooperação para
articular procedimentos e aproximar as partes na defesa dos menores, reduzindo
falhas nos processos.

Em declarações aos jornalistas no final da assinatura
da directiva conjunta, o presidente da CNPCJR, Armando Leandro, considerou o
acompanhamento do Ministério Público «um elemento poderoso» para o bom
desenrolar dos processos que envolvem menores em risco.

Fonte: Diário Digital / Lusa

Sem comentários: