sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Hora da comida...estado de guerra!

Andamos em conflito armado cá em casa na hora da comida. Comida pelo ar, vómitos, mãos na colher para a afastar da boca, gritaria... e depois põe aquele ar de menino infeliz, triste com a vida quando ralho com ele. Basta dizer "ai" e agora põe aquele ar de infelicidade que só me dá vontade de rir e de o ir abraçar. Mas tenho de sair do pé dele, evitar a vontade de o encher de mimos e de dizer "pronto, não vanmos comer a sopa" e tirá-lo da cadeira. E volto, ele já acalmou, a birra parece ter passado. Só até à próxima tentativa de lhe enfiar comida na boca...
Estado de guerra, com cada frente a tentar estratégias para fazer o bebé comer. Desde aviõesinhos, promessas de tudo e mais alguma coisa, cantigas, cantilenas e lengalengas, histórias com o cão, o gato, o passarinho...
Hoje a solução passou por pôr a sopa nos boiões de vidro onde costuma vir a fruta. Primeiro não estava a resultar, mas com muita paciência e ao fim de quase uma hora lá marcharam dois boiões de sopa, mascarada de fruta. Depois a fruta, maçã cozida em casa, por mim ainda à pouco, não marchava... mesmo no dito boião. E a solução passou por deixá-lo a ele, uma taça com fruta e uma colher e nem olhar para não ver onde chega fruta. Ele comeu satisfeito. E nem está muito sujo pois não?

Pelo menos hoje comeu e não vomitou. Batalha ganha? Talvez, amanhã voltaremos a falar...

Sem comentários: