quarta-feira, 14 de março de 2012

Quando precisamos...

... é que nos apercebemos das burocracias que envolvem as companhias de seguros e a forma como rapidamente se aliviam do peso dos nossos encargos. Pagamos balúrdios, mas quando precisamos deles, somos tratados apenas como números de apólice e não como pessoas com necessidades específicas. Não entendo como é que uma lesão contraída durante as minhas funções não tem seguimento para a companhia de seguros. Atenção à população: vou começar a transportar doentes apenas de rés-do-chão ou da via pública. E façam o favor de comer pouco, pois uma lesão provocada por peso, não é para a minha companhia de seguros um acidente de trabalho. Se eu deixasse cair a senhora, por não suportar o peso dela, seria acidente? Como me esforcei por não a deixar cair, eu que me lixe e que vá para a baixa. Pois se eu me aleijar a descer uma escada enquanto vos transporto, não tenho direito ao seguro, vou para a baixa e suporto os custos que isso me traga.

Neste momento estou em casa, não sei quando vou receber os dias que estive no seguro nem as despesas em transportes e em medicação, nem tão pouco sei quando vou receber o valor da baixa - que não é paga a 100% mas isso é um problema meu. Continuo com dores na mão, pulso e no cotovelo, que me impedem de fazer coisas básicas, como tratar convenientemente do meu filho ou andar com ele ao colo. Segunda-feira volto ao trabalho. Mesmo com dores, mesmo sem conseguir fazer o que fazia antes. Não posso é estar de baixa a ganhar menos do que ganharia se estivesse a trabalhar. E se não conseguir exercer as minhas funções da forma como antes conseguia, isso é um problema meu, não da companhia de seguros.

2 comentários:

Sónia disse...

Realmente é triste. paga-se um dinheirão para esses tipos e quando se precisa porque tivemos um azar tá quieto! olha faz queixa na Deco não tens nada a perder.
Beijinhos e as melhoras

Elsa Filipe disse...

Olá Sónia. Eu não sei se posso fazer queixa porque não sou a tomadora direta do seguro. Mas já falei com o comandante para que tome providências em relação a isso. Tenho uma lesão que me vai incapacitar para muitas das minhas tarefas do dia a dia não sei por quanto tempo.