segunda-feira, 16 de abril de 2012

Sem medo da água

Ainda que até aos quatro anos as crianças não estejam ainda preparadas para aprender a nadar, os bebés podem desfrutar do contato com a água da piscina e aproveitar os benefícios das atividades aí realizadas. O Martim começou no início de Março a ir às aulas de natação para bebés e o resultado tem sido excelente: adora estar na água, porta-se lindamente e está a criar laços comigo que nunca se irão desfazer. Disso estou certa! Nestas idades o objetivo principal é a diversão e a familiarização com o meio aquático, bem como o desenvolvimento psico-motor.

"O bebé vai descobrindo o seu próprio corpo e as suas habilidades através da sua própria investigação. E, uma vez ultrapassado o medo da água, o passo seguinte é desfrutar dela com a mãe ou o pai."(1)

O Martim tem ido sempre comigo e têm sido momentos maravilhosos. Ele adora água, e mesmo ainda mostrando pouca vontade de se afastar de mim, tenho notado que está mais à vontade dentro de água. Ainda não o mergulhei totalmente na água, pois ele já passou a fase do 1º ano e está mais consciente dos perigos e dos seus próprios medos - não querendo criar-lhe uma situação que se torne um fator de medo, evito o mergulho sem ele esperar, mas deixo que de vez em quando dê uns "pequenos mergulhos fortuitos" e beijo-o de seguida, acarinhando-o e incentivando-o a repetir a experiência.

Quem tiver dúvidas disso, experimente. Vale a pena e os benefícios são enormes. Aqui na piscina da Amora pago pouco mais de 15€ o que é suportável. Os balneários não são maus. A água é que (para mim) podia ser um bocadinho mais quentinha!

Bibliografia:
1 - Natação para bebés, Bebé d'Hoje (nº 167);

Sem comentários: