domingo, 12 de junho de 2011

Alguém disse...

...que ele era bipolar!

Hoje comprei a Sábado - uma estravagância de fim de semana - e deparei-me com este artigo: "A análise psicológica de Sócrates" e não é que o nosso ex-primeiro-ministro tem traços de bipolaridade?

Segundo Julián Gabarre (autor do livro O rosto e a personalidade: Morfopsicologia), "a sua cara revelou as marcas de um homem derrotado e enraivecido"(1), falando da noite de 5 de Junho, quando Sócrates se demitiu diante de dezenas de militantes socialistas e de membros do governo.

Acrescenta ainda que, pela análise que faz dos traços do seu rosto, o "líder do PS devia ir ao psicólogo, dado que no rosto apresentva traços ciclotímicos" - palavrão que traduzido quer dizer que apresenta traços característicos de uma manifestação de doença bipolar.

Agora entendo porque é que tantas vezes ele se contradisse e disse que não disse... não é mentiroso o senhor não. É bipolar.

(1) - VILELA, António José, "A análise psicológica de Sócrates", SÁBADO, nº371;

Sem comentários: