domingo, 5 de junho de 2011

Que nos espera?

Que nos espera o futuro? Hoje foi dia de eleições. Sinceramente não acredito muito na mudança, já não acredito em quase nada daquilo que nos dizem, nas promessas feitas. Como podem dar a cara para governar um país, quando não são capazes de ser totalmente verdadeiros para com os seus eleitores. Não me importa quem lá vai ficar. Gostava que quem fosse, pusesse a mão na consciência e, em bem da verdade, desse de tudo para melhorar a situação que o país atravessa.

Com 1390 freguesias por apurar, Pedro Passos Coelho ganha, com a eleição de 14 deputados até agora. Ontem, manifestavam-se jovens no Rossio. A toda a hora se fala em crise - económica, política... - em pobreza, enquanto estes governantes ganham fortunas. Mesmo quando saem do governo, mesmo quando não fazem bem o seu trabalho, continuam a auferir rendimentos com muitos zeros!

Isso revolta-me. Deixa-me cansada de ouvir promessas, frases feitas. Hoje, não votei. Alguns me podem criticar por não usar um direito que é meu, mas também é meu direito de escolha, não o fazer. Não acredito em nenhum deles e, sim, ouvi alguns dos debates.

Falam em memorandos de entendimento. Alguém já o leu?

Sem comentários: