domingo, 19 de setembro de 2010

Alguns conselhos para uma boa amamentação:

Preparar o peito e cuidar dele é meio caminho andado para uma amamentação eficaz. No meu caso, o bebé veio para o peito logo pouco tempo após ter nascido, logo após eu ter comido alguma coisa primeiro. A enfermeira ajudou-me a colocar o mamilo na sua boca, embora ele pouco tenha mamado. A aprendizagem é dos dois - mãe e filho -  e deve ser construída em conjunto.

Agora já sabe mamar e eu já aprendi como o posso ajudar a fazê-lo da melhor forma. Se umas vezes mama mais tempo e outras menos, resulta de outros factores. Por vezes, a mama é fonte de alimento, noutras fonte de aconchego e de conforto. Parece que lhe alivia a dor das cólicas - embora me tenham dito que a frequência das mamadas aumenta a entrada de ar e o aumento das cólicas do lactente.

Cuidar das gretas é também importante. Estou a usar a lanolina e até agora estou a dar-me bem. Experimentei também os discos da Aquamed, que são muito bons, mas muito caros - 8 discos, 10.87€. Para usar em SOS. No Centro de Saúde, proibiram-me o uso do Gretalvez, não sei o motivo, mas a enfermeira quase saltou da cadeira quando disse que era esse que tinha comprado.

Tirar o leite com a bomba e também massajar o peito no banho, com água quente, é também uma forma de evitar os caroços e aliviar as dores da amamentação. Sim, porque amamentar é bom, mas dói, não se iludam. O leite retirado pode ser congelado, devidamente acondicionado em embalagens próprias. Nunca se sabe quando vamos precisar dele. Não se pode é voltar a congelar este leite uma vez que seja descongelado e outros cuidados que habitualmente temos com os restantes alimentos.

Quanto à alimentação das mães que amamentam, aqui ficam algumas precauções fáceis de seguir:


- Evitar grandes quantidades de café, chá preto, chocolate, alimentos com corante, alimentos light e adoçantes;
- Não exagerar em temperos de odor forte, como o alho;
- Não fumar;
- Não beber bebidas alcóolicas;
- Comer peixe duas a três vezes na semana;
- Não tomar medicamentos sem orientação médica, pois alguns podem ser transmitidos para o leite.

Não é proibido comer um chocolate ou beber um pouco de café, mas sem exageros claro está. Há que pôr a funcionar também o senso comum nestas coisas da amamentação. Eu tenho comido um pouco de tudo, embora moderando alguns comportamentos alimentares. Além dos apontados em cima, diz-se que outros alimentos poderão ser causadores de cólicas no lactente, quando comidos em demasia: bróculos, couve-flor, laranja...

Nada de exageros, mas também nada de cortes radicais, os quais podem causar stress e tensão na mãe. Álcool, tabaco e drogas é que estão mesmo mesmo fora!

Sem comentários: