sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Dois meses e qualquer coisa...

Hoje resolvi actualizar conquistas e descobertas do meu bebé aqui no blogue, agora que já temos dois meses e qualquer coisita para falar.
Ora bem, hoje são mesmo 10 semanas e 4 dias.

Com 7 semanas...

A capacidade do recém-nascido de agarrar os objectos por reflexo está a desaparecer. O seu bebé consegue agora agarrar objectos voluntariamente — rocas, colheres, a mãe. Pode agarrar durante algum tempo e depois largar. Durante um mês, mais ou menos, poderá ainda notar alguns movimentos mais sacudidos.
Agora que já consegue manter a cabeça direita, ver bem e compreender que os dedos e as mãos fazem parte do corpo, o bebé pode pensar que a roca é apenas um prolongamento da mão. Pode incentivar os movimentos das mãos deixando as mãos do bebé livres. Não as mantenha presas pelos cobertores nem as esconda com luvas para evitar que o bebé se arranhe. Utilize objectos e brinquedos que o bebé possa agarrar, com várias formas mas que não sejam nem muito grandes, nem muito pequenos para as suas pequenas mãos (mais ou menos o tamanho de uma roca). Os mobiles com bonecos suspensos são também divertidos para o bebé brincar enquanto está deitado de costas.


Ele detesta ter as mãos tapadas e por isso estão sempre geladas. Com o pai, fiz-lhe um género de tapete de actividades adaptado às suas necessidades - quentinho, com almofadas de várias formas e cores e com alguns brinquedos de texturas, formas, sons e cores diferentes - de forma a estimular as capacidades que agora está a desenvolver.

Aos poucos começou a esticar os braços para os objectos próximos de si e agora já os consegue agarrar. Puxa-os para si - umas vezes ficam demasiado perto da cara e choraminga para o irmos ajudar - e também os empurra - ao tentar agarrar acaba por empurrar um pouco o brinquedo para fora do alcance da mão e chora enquanto se estica; está a descobrir como usar as suas mãos. Chucha na mão e agonia-se quando lhe damos a chucha. Já tenta levar à boca o que alcança, mas ainda tem dificuldade em coordenar os movimentos necessários a essa acção.

O meu bebé adora o seu mobil. Como mãe, percebo que quando o seu olhar se dirige para o canto do quarto onde está a sua cama com o mobil e ele ri, me está a pedir à sua maneira para o pôr a tocar. Ele adora-o e, por vezes, adormece com o ritmo calmo da música de embalar.

Já dorme - quase - todas as noites, a noite toda. Adormece por volta das onze da noite - depois de um banhinho e de mamar - e normalmente acorda por volta das 6h ou 7h da manhã. Belas noites que eu tenho dormido! Durante o dia passa grandes períodos desperto, principalmente se ficarmos em casa. No carro ou na rua, embala e dorme mais horas, aguentando mais entre as mamadas.

Já experimentou o biberão, mas com leite da mamã é claro. Estamos a adaptá-lo para quando eu for trabalhar não ser uma mudança muito significativa para ele. Em princípio vai ficar com uma ama, que eu e o pai já fomos conhecer. Bem simpática! Eu confesso que ainda me estou a habituar à ideia. Falta cerca de mês e meio para voltar ao trabalho.

Na consulta dos 2 meses (no dia 10/Novembro) o bebé pesava 4660 gramas, tinha 55,5 cm de estatura e 38,5cm de perímetro cefálico.

E é assim que vamos por cá! Bem dispostos e cheios de energia! Com muitos mimos e carinho!

Sem comentários: