quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Brincar com bebés é importante!


"Brincar com um bebé pequeno, significa respeitar o seu sistema fisiológico, bem como o motor, o afectivo e o cognitivo."
 Brazelton (1)

Brincar.
O que é isto? Sabemos ainda brincar, quando chegamos a adultos? Penso bem que não - salvo raras excepções - pois perdemos o mais importante: a liberdade e o fascínio que temos quando somos crianças!

Um bebé mesmo desde muito pequeno, começa a brincar e este acto favorece a aprendizagem e o desenvolvimento, bem como ajuda à aquisição de diversas competências.


Dos 4 aos 5 meses, o bebé já é capaz de controlar parcialmente os movimentos. "Existe um período de desorganização no início da aprendizagem motora, mas, rapidamente, até o bebé mais passivo tem êxito nas experiências com movimento – quer com partes do corpo, quer com o corpo inteiro."(2)

Durante "o primeiro ano de vida, a actividade motora desenvolve-se à medida que o bebé aprende a mover e a controlar o corpo no espaço. Demonstrando uma enorme energia, ele repete padrões motores básicos e muitas vezes mostra-se frustado quando não consegue mudar de uma posição para a outra. Embora alguns bebés sejam menos activos a movimentar o corpo todo, repetem outros padrões como puxarr ou agarrar brinquedos, ou brincar com os dedos das mãos e dos pés." (2)

"O bebé vai aprender a agarrar objectos com um gesto preciso e a manipulá-los, desenvolvendo a coordenação da vista, do tacto e do movimento, o que constitui a base da percepção da profundidade, das características físicas dos objectos e de muitas outras características, como forma, dimensão, superfície ou peso."(2)

"Nesta idade o bebé gosta de levar à boca tudo o que encontra. A boca é um órgão sensorial muito mais importante para o bebé. Quando leva um objecto á boca, começa a construir um modelo mental desse objecto e a prender mais sobre o ambiente que o rodeia. Isso é muit importante, no entanto, não quer dizer que o bebé tenha de levar tudo à boca. Certifique-se de que os objectos que estão ao seu alcance não são tóxicos e que são suficientemente grandes para não implicarem risco de asfixia."(2)


Bibliografia:

(1) - BRAZELTON, Berry, GREENSPAN, Stanley, "A criança e o seu mundo", Editorial Presença;
(2) - http://pequenaestrela.blogspot.com/2006/03/tema-brincadeiras-para-bebs.html

Sem comentários: