quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Dia de consulta

Ontem foi dia de consulta aqui do piqueno - só para pesar: 4090 gramas! Já está a ficar pesadinho! O tacho é bom! É o meu orgulho e estou muito contente por ter optado por o amamentar. Desta vez esperamos quase uma hora para entrar - o que não é habitual - e durante esse tempo, houve uma altura em que estavam três crianças a brincar na salinha. Coloquei-o ao colo para ele ver os meninos e não é que se fartou de rir? Começou por dirigir o olhar para onde estavam as outras crianças, depois começou com sorrisinhos e a seguir já se ria e fazia vocalizações - nova conquista, mas ainda só se ouvem de vez em quando... Foi giro vê-lo a interagir à sua maneira com as outras crianças. Eram mais velhas e passavam pertinho dele e sorriam e falavam com ele. O mais pequenino estava ainda na fase de aquisição da marcha e usava as cadeiras e as nossas pernas para se apoiar. Quando passou por mim, descobriu o meu bebé e começou a rir-se para ele. Assim comunicaram os dois, sem que fosse preciso falarem e sem a intervenção de nenhuma das mães.

E durante a espera assisti a uma cena, que só me apeteceu levantar e bater na mãe - ok, se calhar não era caso disso, mas fiquei espantada com tamanha estúpidez - estava uma mãe com um bebé que se tinha um mês era muito, a dar biberão. Até aqui nada estranho, não fosse a quantidade absurda de leite. A meio, o bebé afastou a tetina e bolçou imenso leite para fora. Ora a dita senhora, limpou a boca do menino e toca de lhe voltar a enfiar o biberão. Teve de beber todinho até ao fim, obrigado, ele afastava a tetina e ela voltava a pô-la na boca dele. Seria necessário que ele bebesse aquele leite todo? Deviam ser aí uns 150 ou 200 ml sem exagero nenhum.

Sem comentários: