quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Cesarianas - razões que podem levar a esta opção

A Cesariana é uma outra forma de trazer um bebé ao mundo e várias podem ser as razões para se optar por este método em detrimento do parto "dito" normal, ou vaginal.

Uma das várias razões pode ser a idade da mãe. "Actualmente um número crescente de mulheres têm o seu primeiro filho depois dos 35 anos, sendo mais frequente as gravidezes de risco, os partos múltiplos e até os nascimentos prematuros."(1)

"Actualmente, em Portugal, cerca de 1 a 4 bebés nascem por cesariana",(2) mas existem diversos motivos para que se escolha este tipo de parto:

-"cirurgia uterina pélvica;
-"desproporção pélvico-cefálica;
-"distocias no canal mole do parto - se existem anomalias na vulva, vagina ou colo do útero, que impossibilitem a passagem do bebé por esta via;
-"infecções do canal de parto;
-"necessidade materna ou fetal de terminar com a gravidez - se é necessário antecipar o parto, por razões de saúde da mãe ou do filho, mas as condições para induzir por via vaginal não são favoráveis"(1), por exemplo quando exista "alterações do ritmo cardíaco do feto que, numa pequena percentagem de casos, podem traduzir aporte insuficiente de oxigénio ao bebé."(2)
-"Doença da mãe, que corra o risco de agravar-se durante o parto - se sofre de alguma cardiopatia ou patologia de outro tipo, que possa ver-se agudizada durante o parto;
-"placenta prévia oclusiva - se a placenta está situada à frente do feto, na metade inferior do útero, impedindo a descida do bebé;
-"alguns casos de gestação múltipla."(1)
-"Descolamento da placenta;
-"apresentação pélvica do feto;
-"prolapso do cordão umbilical;(2)

Bibliografia:

(1)-"Cesariana: outra forma de vir ao mundo" - Anuário, 2004, Superbebés (pp.68 a 70);
(2)-BERNARDO, Ana, "Cesarianas: abrir e fechar quantas vezes?", Pais e Filhos, Outubro de 2005;

Sem comentários: