sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Gravidez-hábitos nocivos a evitar - parte 3

Fumar traz muitos riscos tanto para a mãe como para o bebé:

- Gravidez ectópica - "ocorre quando o ovo fertilizado se implanta fora da cavidade uterina. Conforme a gravidez se desenvolve causa dores e sangramento. Se não for tratada rapidamente pode romper a trompa e causar sangramento abdominal que pode levar ao colapso cardiovascular e morte da mãe."(1)
- Infertilidade;
- Aborto espontâneo/Morte "in útero";
- Parto pré-termo;
- Rotura prematura das membranas;
- Baixo peso ao nascer;
- Placenta prévia - "acontece quando a placenta se implanta no colo do útero, isto é, no fundo do útero. É caracterizada por um sangramento vaginal indolor nas últimas 12 semanas de gestação, mas pode acontecer antes. O posicionamento inadequado da placenta provoca hemorragia, afetando a oxigenação do bebé, colocando-o em perigo."(2)
- Descolamento da Placenta - "em que ocorre separação inopinada, intempestiva e prematura da placenta, normalmente inserta após a vigésima ou vigésima primeira semana de gestação. Gera alterações fisiopatológicas uterinas, decoagulação, renais e hipofisárias."(3)
- Defeitos genéticos: fenda labial e palatina (por exemplo);
- Doença periodontal na grávida. (4)

Depois do Nascimento:

- Síndrome de morte súbita;
- Asma;
- Insuficiência respiratória;
- Baixa estatura;
- Diminuição do QI;
- Deficit na percepção auditiva e no desenvolvimento da linguagem;
- Hiperactividade, deficit de atenção e impulsividade. (4)

Tendo em conta os malefícios do tabaco, muitas grávidas tentam deixar de fumar, mas isso nem sempre é fácil, devido ao elevado grau de dependência que este causa. Existem alguns sintomas de privação a ter em conta e que dificultam o processo: "desejo, ansiedade, insónias, tosse produtiva, tremores das extremidades, cefaleias, fadiga, distúrbios gastro-intestinais, entre outros."(5)

Para lidar de uma forma positiva com estes sintomas, poderá optar por:
-"aumentar a ingestão de fruta, legumes verdes, sumos naturais e leite;"
-"evitar a cafeína;"
-"aumentar os períodos de descanso;"
-"fazer exercício físico;" (5)

Por outro lado, a privação poderá conduzir a períodos depressivos. Se isto acontecer deverá aconselhar-se "com o seu médico assistente."(5)

O importante é lembrar-se que deixar de fumar é algo que se não quiser fazer pos si, poderá fazê-lo pela saúde do seu bebé, poupando-o a grande sofrimento tanto dentro do seu útero, como pós-nascimento.


Bibliografia:
(1)-http://www.multikulti.org.uk/pt/health/ectopic-pregnancy/;
(2)-http://guiadobebe.uol.com.br/gestantes/placenta_previa.htm;
(3)-http://pt.wikipedia.org/wiki/Descolamento_prematuro_da_placenta;
(4)-"Perigos a evitar na gravidez", Pais e Filhos, Junho de 2002;
(5)-"Grávida e fumadora", Pais e Filhos, Setembro de 2006;

Sem comentários: